Cogitare DeMolay no Supremo Debate

SUPREMO DEBATE

Cogitare DeMolay no Supremo Debate

Manter nossas atividades nesse período pandêmico não está sendo fácil, e o Supremo Debate foi a resposta do Gabinete Nacional para manter nossos jovens inseridos nas novas atividades. A ideia foi formar equipes que se enfrentariam de maneira respeitosa, defendendo o ponto de vista sorteado entre ‘a favor’ ou ‘contra’, vencendo aquele que melhor pontuar seus argumentos e ponderações.

A equipe Cogitare DeMolay foi composta pelos Irmãos:

  • João Endringer – Capitão;
  • Esthevan Lima – 1º Orador;
  • Lucca Dambrós – 2º Orador;
  • Walter Brandão – Técnico
  • Daniel Zamboni – Suplente

Dentre os 64 temas debatidos, nossa equipe debateu dos mais diversos temas, sendo eles:

  • Reforma no Sistema Público de Saúde – SUS;
  • O objetivo da Guerra é a Paz;
  • Existe Vida Alienígena? (Oitavas de final);
  • Há problema em se dedicar na Ordem DeMolay apenas com objetivo de prêmio ou honraria (Quartas de final);
  • O futuro profissional dos jovens ainda depende do diploma (Semifinal);
  • O vestibular tradicional é a melhor forma de levar jovens protagonistas para as universidades (final);

Em todas as oportunidades, nossa equipe de Rondônia defendeu o ponto de vista contrário ou ‘negativo’ dessas temáticas, com a única exceção sendo na final em que fora defendido o ponto de vista ‘a favor’. Tendo enfrentado equipes da Bahia, Santa Catarina, Ceará, Rio Grande do Sul, Maranhão e Espirito Santo.

O Supremo Debate encerrou com chave de ouro! Após de mais de 60 debates realizados, com a participação de mais de 300 DeMolays participantes e organizadores, fora aqueles que julgaram nossos debates, sendo que a final ocorreu entre Cogitare DeMolay e Eureka. Ficando a nossa equipe de Rondônia com a segunda colocação, participação notoriamente respeitada frente ao percurso e incentivo dos demais DeMolays de Rondônia que aprenderam se divertindo assistindo os debates realizados.

Mais uma vez, durante 2019/20, somos destaque nacional positivamente!

Sem comentários

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.